fbpx

Ex-presidente e membro da FPA, Alceu Moreira (MDB – RS), recebeu o Sinagências para tratar sobre a Reforma Administrativa

Sinagências se reúne com membros da Casa Civil para tratar de emendas ao projeto da Reforma Administrativa
15 de abril de 2021
Entidades sindicais buscam alternativas em serviços de saúde devido aos preços abusivos dos planos
28 de abril de 2021

Window signage text effect Mockup

O deputado federal, ex-presidente e atual membro da Frente Parlamentar da Agricultura (FPA), Alceu Moreira (MDB-RS), recebeu em agenda virtual, na tarde desta quinta-feira (22/04), o presidente do Sinagências, Cleber Ferreira, diretor financeiro, Wagner Dias e o diretor jurídico, Luís Gustavo Cugler, em reunião para tratar sobre as sugestões de emendas que a entidade propõe à PEC 32/2020, da Reforma Administrativa.

As sugestões vão na linha da regulamentação, autonomia e das particularidades destas autarquias especiais. No ensejo, os diretores agradeceram a agenda e pediram ao parlamentar que assinasse, junto a outros de seus pares, as emendas já protocoladas na Câmara Federal.

Também colocaram para o deputado federal, a importância da sensibilização junto aos outros parlamentares da FPA (que hoje possui 241 deputados e 39 senadores) sobre as proposituras feitas pelo Sinagências.

Os membros defenderam a necessidade de se conceituar as atividades típicas de estado, posto que, caso contrário, qualquer legislação infraconstitucional poderia esvaziar o comando constitucional.   O objetivo das emendas é dar segurança jurídica para as atividades de regulação.

Em outro ponto da reunião, além da garantia da regulamentação das carreiras de estado a sua conceituação, os diretores destacaram a importância em se rever a excelência no emprego de recursos humanos nas atividades típicas e explicaram a lógica do modelo da tabela única para as carreiras típicas de estado equacionando dificuldades percebidas pelo executivo.

Para os membros da entidade, a  proposta não geraria gasto público adicional e haveria uma melhor governança. Assim, a tabela única deverá seguir para discussão em sede de legislação infraconstitucional.

O exercício de outra atividade econômica sem conflitos de interesse e o aprimoramento da avaliação da capacidade laborativa durante o período de experiência também foram pontos demonstrados ao parlamentar.

Na reunião, o deputado observou a explicação dos membros e se mostrou aberto a as sugestões de emendas da entidade. “Faremos uma análise com nossa assessoria e oportunamente daremos uma resposta ao senhores, tanto à saber da legalidade da propositura, quanto analisar mais sobre as importantes e pertinentes questões colocadas pelos senhores nesta reunião”, finalizou o parlamentar.

Este foi um o segundo encontro que os membros do Sinagências realizam com o parlamentar para tratar sobre o tema. O ex-presidente da FPA disse que seu mandato está à disposição na continuação dos diálogos e por fim agradeceu a agenda.

Fonte: Ascom/Sinagências

Os comentários estão encerrados.

LOGIN
WhatsApp Entre em contato